Veranistas engrossam população do Litoral Norte durante a pandemia e cogitam mudanças em definitivo

photo_camera Refúgio à beira mar.

Assim é classificada a matéria pelo jornalista Cauê Fonseca publicado pela Zero Hora deste sábado, 27 de junho em seu portal online GauchaZH para ilustrar o fato de que o Litoral Norte gaúcho se consolidou como região não apenas balneária mas também como dormitória e turística durante o ano todo, mas principalmente aos finais de semana.

Na realidade, essa tendência vem confirmando a cada ano que passa, e na última década se acentuou ainda mais o aumento populacional da cidades litorâneas com a implantação de infraestrutura em saneamento e estradas, instalação de grandes lojas e serviços que antes só eram encontrados na Capital e regiões mais desenvolvidas, mas principalmente pela valorização do seus maiores patrimônios, o mar, suas lagoas e o ar puro para quem procura lazer é melhor qualidade de vida.

Tudo isto possibilitou a atração de investimentos privados na construção civil, aquecendo de vez a microeconomia regional com o surgimento dos mais variados investimentos, para todos os gostos e todos os bolsos. Do prédios residenciais ?arranha-céus? aos condomínios fechados de luxo, do loteamentos de bairro às residências minha casa, minha vida.

Confira a matéria completa acessando o link https://gauchazh.clicrbs.com.br/comportamento/noticia/2020/06/veranistas-engrossam-populacao-do-litoral-norte-durante-a-pandemia-e-cogitam-mudancas-em-definitivo-ckbwmxpi300hc0162ryoicjv6.html .